3 Doenças relacionadas a exercício intenso

6/25/2021


Muitos pacientes me procuram com queixas semelhantes após a prática de exercícios de forma intensa. Aliás, principalmente no caso de exercícios aeróbicos, como musculação, crossfit ou treinos de alta performance de atletas profissionais.

3 Doenças mais comuns em quem faz bastante exercício

Exercícios físicos intensos, principalmente, levantamento de peso livre, agachamentos e treinos de força, criam um grande aumento da pressão intra-abdominal durante o esforço. Afinal, existe uma intensa contração da musculatura da parede abdominal, do tronco e do diafragma. Assim, diminui o espaço de capacidade para comportar os órgãos e fluidos corpóreos de forma muito rápida.

1. Refluxo gastroesofágico

Esse aumento súbito da pressão intra-abdominal pode “empurrar” ou comprimir o estômago, que em alguns casos pode ejetar o seu conteúdo alimentar de volta para o esôfago, causando o refluxo gastroesofágico. Por isso, recomenda-se evitar ingerir alimentos em grande quantidade antes de iniciar o treino.

Na maioria das vezes, um intervalo de 1h até 1h30, entre a última refeição e a prática dos exercícios já é o suficiente para evitar os sintomas.  Desse modo, é possível evitar dor no peito em queimação, sensação de voltar restos de alimento na boca, tosse seca ou gosto azedo.

No entanto, existem pessoas portadoras de hérnia de hiato ou que tem uma válvula anti-refluxo mais frouxa, essas apresentam um limiar ainda mais baixa para o disparo dos sintomas. Então, para esses pacientes é necessário um tratamento específico.


2. Surgimento de hérnias

O aumento da pressão intra-abdominal repetidas vezes pode forçar muito a musculatura da parede abdominal. Assim, causando afrouxamento das fibras musculares, levando a formação de hérnias da parede abdominal. Isso acontece especialmente em pessoas que têm uma predisposição ou que realizam exercícios de forma errada há muito tempo e sem supervisão necessária.  

As hérnias mais comumente relacionadas aos exercícios são:

  • Hérnia umbilical;
  • Epigástrica;
  • Hérnia inguinal.

Infelizmente, a partir do momento em que é feito o diagnóstico de alguma dessas hérnias é recomendada a suspensão de esforços físicos. Então, o objetivo é não piorar o quadro e possivelmente o aumento progressivo da hérnia. Afinal, é uma área de fraqueza pela qual o conteúdo de dentro do abdome é projetado para fora.

Fazemos isso para evitar tanto o aumento do saco herniário (conteúdo dentro da hérnia) quanto para evitar complicações como estrangulamento e encarceramento da hérnia. O tratamento das hérnias da parede abdominal é essencialmente cirúrgico, dessa forma, o paciente necessitará de uma cirurgia e em alguns casos da instalação de uma tela de reforço para retomar os treinos.

3. Exercício intenso pode causar hemorroidas

E, por fim, o aumento da pressão da pelve durante esforços intensos pode forçar em demasia o canal anal e desencadear a formação e prolapso de hemorroidas. Aliás, as hemorroidas são um conjunto de vasos e tecidos que podem ficar dilatados e afrouxados, causando sintomas de sangramento nas fezes ou na higiene anal após a evacuação.

Existem 4 graus de hemorroidas e o tratamento converge sobre qual tipo o paciente tem. Dessa forma, existem tratamentos pouco invasivos, como orientações de higiene e pomadas, e mais invasivos, como procedimentos em centro cirúrgico e cirurgias de retirada das hemorroidas.

Procure sempre praticar exercícios físicos sob supervisão adequada, com profissionais competentes, e dentro dos limites da sua capacidade física, biótipo e idade, para evitar problemas com sua saúde.

Agende sua consulta agora.

Obrigado. Em breve entraremos em contato.
Ops... Alguma coisa deu errada. Tente atualizar a página.