TODO MUNDO PRECISA TOMAR REMÉDIO PARA VERME?

7/16/2022

Será que todo mundo precisa tomar remédio para verme? Antes de tudo, algumas considerações precisam ser feitas. Os vermes são parasitas que se instalam no organismo do hospedeiro. Em geral, eles se alojam nos intestinos, mas podem abrigar-se também em órgãos, como o fígado, pulmões e cérebro.

Foto 1: Verme intestinal

Acometem ambos os sexos, independentemente da idade e da classe social, nas zonas rurais e urbanas. Além disso, a transmissão ocorre através da ingestão de água e alimentos contaminados ou através de pequenos ferimentos na pele por onde o verme pode penetrar.

Quais são os sintomas causados pelos vermes?

Os sintomas das verminoses variam de acordo com o tipo do verme. No entanto, os sintomas mais comuns são: 

  • Dor no abdome;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Falta de apetite; 
  • Perda de peso; 
  • Anemia;
  • Problemas respiratórios.

O portador de verminose, porém, pode ser assintomático ou apresentar sintomas muito leves. Mesmo assim, ele transmite a verminose nas suas fezes, ajudando a infectar outras pessoas.

Foto 2: Verme nas fezes 

Quais medicamentos combatem os vermes?

No Brasil, três décadas atrás, por ser um país cujo saneamento básico ainda era precário em algumas regiões, existia um hábito das pessoas fazerem uso de remédio para combater a verminose, pelo menos, uma vez ao ano.

Se tornou popular o uso dos seguintes remédios para verme, de fácil acesso, você chegava na farmácia e o próprio farmacêutico indicava a medicação:

  • Anitta (nitazoxamida);
  • Albendazol;
  • Mebendazol;
  • Praziquantel;
  • Metronidazol;
  • Ivermectina;
  • Secnidazol.

Isso ainda é pertinente hoje?

O meu objetivo com este texto é esclarecer exatamente isto. Precisamos lembrar que a automedicação trás riscos e muitas vezes é perigosa para quem a pratica. Portanto, o acompanhamento médico é primordial na indicação de qualquer medicação.

Ao tomar o remédio sem ter, de fato, algo a ser combatido, a pessoa corre o risco de se expor sem necessidade aos efeitos colaterais desta forte medicação. Ela pode causar:

  • Desconforto gástrico;
  • Enjoo;
  • Tontura;
  • Sonolência;
  • Entre outros problemas. 

Além disso, a droga tem o poder de alterar a população de bactérias boas (microbiota) do organismo. Em suma, elas regulam o sistema imunológico e a resposta do corpo ao estresse, participa da absorção de nutrientes essenciais e nos protege de outros germes. Alguns estudos já associaram o desequilíbrio da microbiota a problemas intestinais, obesidade, depressão e até doenças como o câncer.

Portanto, o vermífugo é um remédio que deve ser tomado apenas com prescrição médica. Então, isso deve acontecer após a detecção de sintomas muito evidentes ou de um exame de fezes como o parasitológico de fezes, por exemplo, ou quando há recomendação de órgãos de saúde pela região.

Quem deve tomar o remédio?

Se você não vive em regiões muito pobres e é adulto, não existe necessidade de tomar vermífugo de rotina. E, se desconfiar que uma criança da família está com sintomas de verminose (diarreia, dor abdominal, cansaço constante, presença de pontos brancos nas fezes, entre outros), leve-a ao médico. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que todas crianças em idade escolar que vivem em áreas endêmicas sejam tratadas regularmente com medicamentos que matam esses vermes (vermífugos). Alguns defensores dessa prática afirmam que tais programas estimulam:

  • Crescimento infantil;
  • Taxa hemoglobina;
  • Cognição;
  • Frequência escolar;
  • Desempenho escolar;
  • Aptidão física;
  • Sobrevida dessas crianças.

Porém, uma revisão sistemática publicada pela CoChrane em 2018, mostrou que os programas de saúde pública que tratam regularmente todas as crianças com vermífugo não parecem melhorar a altura, hemoglobina (anemia), cognição, desempenho escolar ou mortalidade. Assim, nos faz reforçar a máxima de: procure sempre seu médico.

Diagnóstico e tratamento da parasitose

O seu médico vai ouvir os seus sintomas, fazer o exame físico e poderá solicitar alguns exames para fechar o diagnóstico da parasitose. São esses:

  • Exame de sangue;
  • Exame de fezes;
  • Exames de imagem para checar se os parasitas danificaram algum órgão;
  • Colonoscopia para visualização do parasita no intestino;
  • Teste de fita, em que um pedaço de fita é colocado sobre o ânus para verificar se há sinais de ovos para saber se os parasitas estão se reproduzindo no organismo do hospedeiro.

Uma vez diagnosticado a parasitose, o tratamento é bastante simples. Algumas vezes até o próprio sistema imunológico do paciente resolveria a infecção sem maiores problemas. Em alguns casos, porém, a medicação é indispensável, por exemplo:

  • Febre alta por mais de 2 dias;
  • Desidratação;
  • Muita fadiga;
  • Presença de sangue nas fezes;
  • Mudança de cor nas fezes;
  • Vômitos.

Em casos mais avançados, os vermes podem causar complicações de saúde prejudicando a absorção de proteína pelo organismo e a perda de sangue. Em alguns casos, podem prejudicar a digestão e causar bloqueio intestinal, que é uma situação de emergência e que deve ser tratada imediatamente.

Como evitar a contaminação?

Uma vez que não vamos realizar o vermífugo de rotina devemos sempre ficar de olho na prevenção. Aliás, alguns cuidados com a prevenção das verminoses dependem do serviço público. Outros dependem apenas de nós mesmos. Por isso:

  • Lave bem e com frequência as mãos, especialmente quando for lidar com alimentos, antes das refeições e depois de usar o banheiro. Lembre-se de utilizar sabão;
  • Lave cuidadosamente os alimentos antes de prepará-los, especialmente os que vão ser consumidos crus. De preferência, deixe verduras e legumes de molho por 15 minutos em uma solução de 1 litro de água com 1 colher de sopa (15 mL) de água sanitária;
  • Procure não andar descalço em lugares em que não conheça as condições de higiene;
  • Beba apenas água filtrada. Se não for possível, ferva-a antes de beber;
  • Utilizar tábuas de corte especificas para cortar carnes e legumes.
Uma imagem contendo DiagramaDescrição gerada automaticamente

Agende sua consulta agora.

Obrigado. Em breve entraremos em contato.
Ops... Alguma coisa deu errada. Tente atualizar a página.