Sangue nas fezes: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

10/10/2020

Sangue nas fezes ou sangramento anal, o que pode ser? Para responder a essa pergunta, é preciso fazer uma análise cuidadosa, já que, em alguns casos, a presença de sangue nas fezes nem é notada.

Neste artigo, você vai saber quais são as principais causas, quando você deve procurar um médico, quais são as alternativas de tratamento e também de prevenção para esse tipo de problema.

Primeiramente, entenda que o sistema digestivo começa na boca e vai até o ânus, ou seja, as fezes são o resultado desse processo.

Sangue nas fezes ou sangramento anal é, no entanto, um sinal de que algo nesse caminho precisa da sua atenção.

É importante analisar 3 características: quantidade do sangue, coloração do sangue e também o cheiro das fezes.

Continue a leitura e confira logo a seguir quais as principais causas desse sinal ou sintoma.

Por que sai sangue nas fezes? Conheça as principais causas

As causas do sangue nas fezes ou sangramento anal são várias e o tratamento também pode ser diferente de acordo com a situação.

Quanto mais vermelho for o sangue, mais para o final do sistema digestivo está o problema.

Vale considerar que nos casos em que o sangue vermelho bem vivo for um sintoma do processo inicial de digestão (entre a boca e o estômago), é bem possível que ele apareça no vômito e não nas fezes.

Vamos, então, entender as causas a partir de cada situação: melena (sangue escuro), hematoquezia (sangue vermelho vivo) e também casos em que o sangue está vermelho vivo, mas fica escondido e, portanto, é mais difícil de ser detectado, o que chamamos de sangue oculto.

1. Sangue escuro nas fezes

O sangue escuro nas fezes aparece quando o sangramento ocorre no início do processo de digestão (entre a boca e o estômago). Ou seja, ele integra o processo de digestão no estômago.

As principais causas são varizes esofágicas, gastrite grave, esofagite grave, úlceras gástricas e duodenias, síndrome de Mallory-Weiss e tumores no estômago, duodeno ou papila duodenal.

Fezes escuras não necessariamente indicam sangue. Isso pode acontecer pelo uso de anti-coagulantes ou anti-inflamatórios, pela suplementação de ferro ou até pelo consumo de ferro através dos alimentos. Algumas fezes a ingestão de beterraba em grande quantidade pode simular um sangramento!

Por isso, é importante observar com cuidado e procurar um médico. Mais adiante, nesse artigo, você vai saber quando é indicado buscar ajuda médica.

2. Sangue vivo nas fezes

O sangue vivo nas fezes pode ser um sinal de algum problema nas regiões do intestino ou ânus.

Nesse caso, como o sangue não passou pelo processo de digestão no estômago, a cor não muda e fica bem aparente em volta ou com pequenos risquinhos nas fezes.

As causas mais comuns são hemorroidas, divertículos intestinais, fissuras anais, Doença de Crohn, retocolite ulcerativa, pólipos e câncer de intestino grosso e reto – câncer colorretal.

Quem sofre com prisão de ventre – constipação, por exemplo, e costuma fazer muita força na hora de ir ao banheiro, é comum que receba o diagnóstico de hemorroidas ou fissura.

Leia também:

3. Sangue oculto nas fezes

Há casos em que o sangue vivo não pode ser detectado a olho nu. Como são pequenas quantidades no meio do bolo fecal, o sangue oculto nas fezes só é diagnosticado a partir de um ou mais exames.

As causas são hemorroidas, fissuras anais, divertículos intestinais, colites, Doença de Crohn, pólipos, câncer colorretal, angiodisplasia ou tumores raros de intestino delgado como carcinóide.

Quando devo procurar um médico?

Depois de observar e detectar o problema, quando é a hora certa de procurar ajuda médica?

Você deve buscar ajuda de um médico especialista assim que notar a presença de sangue nas fezes ou sangramento anal.

Se você fez colonoscopia e apareceu sangue nas fezes, fique tranquilo (a)! É comum que a parede do intestino sangre por conta do tubo utilizado no exame, em especial se for preciso remover pólipos. Se não parar em até dois dias, procure o médico.

Fique ainda mais alerta caso esse sintoma seja acompanhado de outros como dor abdominal, náuseas, vômitos, ardor na região anal, alterações de apetite, perda de peso e cheiro forte das fezes.

Se você tem histórico familiar de alguma das doenças citadas ou tem mais de 45 anos, mais um motivo para não demorar na confirmação de qualquer diagnóstico.

Saiba qual a melhor forma de tratar o problema

Sangue nas fezes: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Quanto ao tratamento, é preciso considerar que o sangue nas fezes é um sintoma que pode indicar uma série de problemas de saúde, dos mais simples aos mais complexos.

O diagnóstico da causa do sangramento pode ser realizado por meio dos seguintes exames:

-Colonoscopia

-Anuscopia

-Endoscopia digestiva alta

-Cápsula endoscópica

-Arteriografia visceral

Feito o diagnóstico, o tratamento vai variar de acordo com a causa do problema e, por isso, é tão importante consultar um médico de especialista de confiança.

Para quem tem prisão de ventre, por exemplo, pode ser que a solução esteja apenas em fazer ajustes na alimentação introduzindo fibras.

Para quem tem úlcera, a mudança no cardápio pode ser aliada ao uso de medicamentos antiácidos.

Como evitar sangue nas fezes

Se você chegou até aqui e prefere prevenir do que remediar, saiba que tem como evitar sangue nas fezes mantendo bons hábitos de vida.

Eles podem parecer clichê, mas é fato que colaboram para evitar uma série de problemas de saúde, inclusive esses. Olha só:

  • Cuide bem da sua alimentação, mantendo variação entre frutas, verduras, legumes e cereais integrais.
  • As fibras e a ingestão de água são fundamentais e complementares para beneficiar o sistema digestivo. Então, beba pelo menos 2 litros de água por dia.
  • Evite fazer muito esforço na hora de evacuar, faça atividade física e durma bem.

Isso é tudo o que você precisa saber sobre sangue nas fezes. Aqui estão as principais causas, como evitar e possibilidades de tratamento.

Lembrando que só o médico especialista pode confirmar o diagnóstico com segurança e te recomendar o melhor tratamento. Se esse artigo foi útil para você, compartilhe pelas redes sociais.

Agende sua consulta agora.

Obrigado. Em breve entraremos em contato.
Ops... Alguma coisa deu errada. Tente atualizar a página.