DOR NO ESTÔMAGO COM ENDOSCOPIA NORMAL: E AGORA?

4/27/2022

A “dor no estômago” está entre as causas mais frequentes de consulta com o gastroenterologista. Entretanto, quando iniciamos a investigação diagnostica, muitas vezes nos deparamos com exame de endoscopia normal. Mas e agora?

Muitos pacientes que tem “dor de estômago” também podem queixar-se dos seguintes sintomas:

  • Dor ou queimação na boca do estômago;
  • Estufamento após comer;
  • Sensação de ter comido muito;
  • Aumento do volume abdominal;
  • Arrotos;
  • Náuseas e até vômitos.

Esses sintomas são semelhantes aos da gastrite ou úlcera, porém podem ser somente dispepsia funcional, que geralmente não demonstra alterações ao exame de endoscopia digestiva alta.

Na maioria desses casos ocorre uma mudança dos movimentos de contração do estômago, causando um retardo no esvaziamento gástrico e comprometimento do relaxamento do estômago, isso desencadeia um aumento de sensibilidade no local e até mesmo dor. 

Geralmente, não são encontradas alterações no exame físico, ou somente leve a moderada dor na palpação profunda da parte superior do abdome.

As principais causas de dispepsia funcional são:

  • Maus hábitos alimentares;
  • Estresse físico e emocional;
  • Excesso de álcool;
  • Tabagismo;
  • Transtornos psiquiátricos e de humor, como ansiedade, depressão síndrome de pânico, transtornos compulsivos e insônia crônica;
  • Infecção pelo h. Pylori.

Tratamento de dor do estômago com endoscopia normal

  • Primeira medida a ser tomada é restringir alimentos que agridem o esôfago e estômago, veja a lista no link;
  • Comer devagar, mastigar bem os alimentos e evitar ingerir muito líquido nas refeições ajuda também;
  • Evitar situações de estresse intenso e fazer tratamento de transtornos psiquiátricos;
  • Chás anti-inflamatórios como camomila, espinheira santa, boldo, unha de gato, capim santo;
  • Algumas vezes são necessários medicamentos que aumentem o Ph do estômago (inibidores da bomba de prótons - classe de medicamento do omeprazol), pró-cinéticos que melhoram a dinâmica de esvaziamento gástrico e/ou sucralfato e alginato de sódio que protegem a mucosa gástrica.
  • Caso a endoscopia faça a pesquisa e haja a detecção do H. Pylori é necessário o tratamento com antibióticos, como amoxicilina e claritromicina .

Esse é um texto informativo e não substitui consulta médica para avaliação e conduta. Procure um especialista para diagnóstico e tratamento adequado. 

Agende sua consulta agora.

Obrigado. Em breve entraremos em contato.
Ops... Alguma coisa deu errada. Tente atualizar a página.